Pedal de Breque


Por Onde Anda? – Satoru Nakajima
24/01/2009, 15:08
Filed under: Por onde anda? | Tags: , , , ,

Satoru Nakajima

Satoru Nakajima

Satoru Nakajima nasceu em Okazaki (Japão), no dia 23 de Fevereiro de 1953.

 

Em 1978 Satoru conquistou sua primeira vitória na Formula 2 japonesa.. Em 1981 o japonês ganhou seu primeiro campeonato e dava início a um período de dominação na categoria, Nakajima venceu 5 dos outros 6 campeonatos que se seguiram, sempre usando o motor Honda V6.

 

Foi o primeiro piloto de sua nacionalidade a fazer uma temporada completa na categoria. Graças ao pesado apoio da Honda, que o apoiou durante toda a carreira, conseguiu uma vaga na equipe Lotus em 1987, sendo companheiro de equipe da então promessa brasileira Ayrton Senna.

 

Nas duas temporadas seguintes, a equipe Lotus contratou mais um brasileiro para ocupar a vaga deixada por Senna que acertou com a McLaren; era o tricampeão Nelson Piquet.

 

Em 1989, sem o motor japonês que ficou todo concentrado na equipe McLaren, e tendo que se contentar com os motores da  Judd,  Satoru fez sua melhor corrida na categoria fo no chuvoso Grande Prêmio da Austrália, em uma emocionante disputa pela 3ª posição com o italiano Riccardo Patrese da Williams . O piloto japonês terminou em 4º lugar e marcou a volta mais rápida da prova.

 

Em 1990, ele foi para a equipe Tyrrell tendo como companheiro de equipe, o francês Jean Alesi, a grande promessa então na Fórmula 1. Nakajima continuou na equipe em 1991, que contou com a chegada do motor Honda V10. O piloto anunciou a aposentadoria no meio da temporada. Sua última prova foi em Adelaide, na Austrália

 

Seu filho Kazuki disputa o Mundial de Fórmula 1, pela equipe Williams.

 

*Texto acima retirado e editado da Wikipédia

 

Por Onde Anda?

 

Atualmente, Satoru Nakajima comanda sua própria equipe de corrida, a Nakajima Racing, que compete na Fórmula Nippon – (Ex F-3000 japonesa). A equipe conquistou três vezes o campeonato (1999, 2000 e 2002). Além de Kazuki Nakajima, Satoru sonha em emplacar na Fórmula 1 seu outro filho, Daisuke Nakajima, que corre atualmente na F-Nippon e terminou a temporada de 2008 na 9ª colocação, de 12 possíveis.

Como andava:

Anúncios


Roberto Pupo Moreno – Por Onde Anda?
11/01/2009, 18:39
Filed under: Por onde anda? | Tags: , ,

Início e Fórmula 1:

Vestindo o macacão da GT3

Vestindo o macacão da GT3

 

Roberto Pupo Moreno começou no kart em 1974, com 15 anos de idade, e participou de diversas categorias, incluindo a Fórmula 1, Indy e ChampCar .

 

 

A estréia de Pupo na F-1 aconteceu na penúltima etapa, no GP do Japão(Suzuka), no ano de 1987 substituindo o francês Pascal Fabre na pequena e extinta equipe AGS.

 

 

Naquele ano, foi o 3º colocado na Fórmula 3000. Em 1988, o piloto brasileiro cedeu a vaga da AGS para o francês Philippe Streiff, e  disputou novamente a F-3000 Internacional, sendo o campeão na categoria e o primeiro piloto brasileiro a conquistá-la.

 

 

Retornou para a F-1 em 1989 para disputar o Mundial pela equipe Coloni. Em 1990, Moreno assinou contrato pela EuroBrun, ainda neste ano, substituiu Alessandro Nannini na equipe Benetton.

 

 

Em 1991, na semana do GP da Itália, em Monza, o piloto recebeu um comunicado de demissão da Benetton e teve que ceder o lugar para o jovem, e bem patrocinado (Mercedez) piloto alemão, Michael Schumacher. Moreno ocupou a vaga de Schumi na Jordan e correu ainda pela Minardi neste ano, substituindo Gianni Morbidelli.

 

 

Em 1992, tentou a sorte pela Andrea Moda, que surgira da compra da Coloni. Retornou  em 1995 e fez dupla com o compatriota Pedro Paulo Diniz na equipe Forti Corse.

 

 

1996-2007: Carreira no automobilismo dos EUA:

 

 

Após abandonar a F-1, Moreno voltou seus olhos para os EUA e, em 1996,  assinou um contrato com a Payton Coyne. Mesmo pilotando por uma equipe de nivel mediano para baixo, Moreno se sobressaiu, fazendo 25 pontos e conseguindo a 21ª posição no campeonato.

 

Em 1997, Moreno continuaria no calvário da Payton-Coyne. A virada de Pupo veio com o acidente de Christian Fittipaldi, em Surfers Paradise, onde o brasileiro assumiu a vaga do compatriota na Newman-Haas. Infelizmente, sua passagem pela equipe não foi muito boa. Moreno ainda fez duas corridas discretas na Bettenhausen.

 

 

Em 1998, Moreno correu na Project Indy, pior equipe da categoria naquele ano. Ficou por lá por duas corridas. Disputou o GP de Milwaukee pela Newman-Haas, novamente no lugar do contundido Christian Fittipaldi. Fechou o ano zerado.

 

 

A temporada de 1999 foi bem melhor. Substituindo o inglês Mark Blundell (ex-piloto de F-1, assim como Moreno), o brasileiro marcou pontos em 6 corridas. Mais um acidente com Christian Fittipaldi (pra variar) e Moreno assumiu o lugar na Newman-Haas, conseguindo um excelente 2º lugar em Laguna Seca.

 

 

No início do ano, com contrato para disputar duas corridas na IRL pela Truscelli, chegou a disputar as 500 Milhas de Indianápolis e a corrida de Gateway no mesmo dia.

 

 

Em 2000, aos 41 anos, Moreno integrou a Patrick e fez um campeonato espetacular, vencendo a corrida de Cleveland e brigando pelo título até o final. No final do ano, ficou em 3º, com 147 pontos, atrás de Gil de Ferran e Adrián Fernández.

 

 

Moreno seguiu na equipe em 2001. Como a Patrick não estava bem das finanças e correria apenas com um carro em 2002, Moreno acabou demitido e ficou sem lugar. Com 44 anos de idade, voltou em 2003, para correr na Herdez, ao lado de Mario Domínguez.

  

O brasileiro teve ainda mais duas oportunidades no automobilismo dos EUA. Em 2006, substituiu Ed Carpenter na Vision Racing na corrida de St. Petesburg.  Aos 48 anos, voltou à ChampCar para correr o GP de Houston no lugar de Alex Figge na Pacific Coast Motorsports.

 

 

 Texto acima retirado e editado da Wikipédia.

 

 

 

 

 Por Onde anda?

Atualmente Pupo Moreno tem negócios no setor imobiliário* (nos EUA) e enfrentou os efeitos da Crise Mundial – que começou justamente neste ramo de atividade, nos Estados Unidos. Mas o brasileiro também segue acelerando, e em 2008 esteve inscrito para participar da GT3 Brasil (mas guiou em algumas poucas etepas), pilotando uma Ferrari. Em entrevista, Pupo conta que pretende ser mais efetivo na categoria de turismo brasileira quando seu empreendimento na terra do Tio Sam se estabilizar.

*Não, ele não é corretor   



Eddie Irvine – Por onde anda?
17/12/2008, 00:37
Filed under: Por onde anda?

Momento de glória do Eddie

Momento de glória do Eddie

O começo:

 

Edmund Irvine, Jr, ou simplesmente Eddie Irvine nasceu na Irlanda do Norte, mais precisamente em Newtownards na data de 10 de novembro de 1965.

Seu primeiro sucesso internacional foi a Formula Ford Festival de 1987. Sem conseguir um carro competitivo na Formula 1, Eddie segue para Japão onde começa na Formula 3000 e sportscars.

 

Carreira na Fórmula 1:

 

Chega na Fórmula 1 em 1993 no GP do Japão onde protagonizou uma briga com Ayrton Senna, levando inclusive um soco do brasileiro. Era conhecido no início da carreira na Fórmula 1 como um piloto rápido mas provocador de acidentes.

 Em 1996 entra para o primeiro time como segundo piloto e a Ferrari tendoMichael Schumacher como primeiro piloto. Obtém sua primeira vitória na categoria no Grande Prêmio da Austrália em Melbourne e mais três no campeonato de 1999. Naquele ano, seu companheiro de equipe sofre um acidente no Grande Prêmio da Inglaterra, em Silverstone; Irvine é efetivado pela equipe como primeiro piloto, já que Schumacher fica afastado por boa parte das provas. O norte-irlandês termina como vice-campeão, perdendo a disputa com o finlandês Mika Hakkinen.

 Em 2000, o piloto assina com a equipe Jaguar. Com equipamento inferior em relação aos seus concorrentes direto, Irvine marca apenas 4 pontos terminando em 13º lugar. Em 2001, fez 6 pontos terminando em 12º lugar. O campeonato de 2002 marca 8 pontos concluindo o campeonato em 9º lugar. Acabou sendo o último ano de Eddie Irvine na categoria.

Cronologia:

è    1993-1995 Jordan

è    1996-1999 Ferrari

è    2000-2002 Jaguar

 

Texto acima retirado e editado da Wikipédia.

 

Por Onde anda?

 

Atualmente, Eddie além de usufruir bem de sua fortuna, construiu um conglomerado de diversão denominado Eddie Irvine Sports, em Bangor. Nele, o ex-piloto oferece ao seus clients:sala de sinuca, piscina,  pista de kart, espaço para paintball além de campo de futebol.

 

Website: http://www.eddieirvinesports.com  



Jos Verstappen – Por Onde Anda?
15/12/2008, 23:30
Filed under: Por onde anda? | Tags:

O holandês hj em dia

O holandês hj em dia

 

 

 

Johannes Franciscus Verstappen ou apenas Jos Verstappen(Ambt Montfort, 4 de Março de 1972).

 

Verstappen iniciou a carreira no kart aos 8 anos, participando de competições nacionais logo em seguida. Em 1984, sagrou-se campeão holandês júnior. Continuou com sucesso, ganhando dois títulos europeus e muitas corridas internacionais em 1989.

 

Ao final de 1991 ele se transferiu para a corrida automobilística. Pilotou na Fórmula Opel Lotus, uma modalidade em que carros idênticos disputam entre si. Ganhou o compeonato europeu em seu primeiro ano, recebendo uma proposta para pilotar na Fórmula 3 pela Van Amersfoort Racing. Durante aquela temporada européia de inverno,  correu pela New Zealand Formula Atlantic.

Posteriormente, na Fórmula 3,  venceu muitas competições internacionais, incluindo a Marlboro Masters 1993 e o campeonato alemão de Fórmula 3.

 

Carreira na F1

 

Ingressou na categoria em 1994, quando assinou com a Benetton-Ford para ser piloto de testes. Os titulares eram o alemão Michael Schumacher e o finlandês Jyrki Järvilehto. Durante os testes da pré-temporada, Lehto sofreu um grave acidente e necessitou de 2 meses para recuperar-se. Assim, Verstappen assumiu o cockpit do carro número 6 nas duas primeiras.

 

Em 1995, continuou como piloto de testes da Benetton-Renault, mas também pilotou, como titular, na equipe Simtek. Disputou os primeiros 5 GPs quando então o time encerrou suas atividades após este período,

 

Em 1996, assinou com a equipe Arrows, sendo parceiro do brasileiro Ricardo Rosset.

 

Em 1997, trocou, mais uma vez, de equipe. Substituído pelo então campeão mundial, Damon Hill, na Arrows, assinou contrato com a lendária equipe Tyrrell, que já dava seus últimos suspiros na categoria.

 

Em 1998, começou o ano como reserva na equipe Stewart Grand Prix, assumindo o posto de titular, ao lado do brasileiro Rubens Barrichello.

 

Em 1999 não correu e voltou em 2000 quando aceitou o convite para retornar à Arrows onde permaneceu em 2001, tendo, como companheiro de equipe, o brasileiro Enrique Bernoldi.

 

Em 2002, não disputou o campeonato. Retornou em 2003, ao volante de um carro da equipe Minardi. Em 2004, permaneceu no time, como piloto de testes, concluindo, assim, sua carreira na Fórmula 1

 

Na temporada 2005-2006 da A1 GP foi o representante da equipe holandesa na categoria. Conquistou uma vitória, na África do Sul, dois pódios e fez 69 pontos, chegando à 7ª posição no geral.

 Texto acima retirado e editado da Wikipédia

Por onde Anda?

 

Atualmente defende a Van Merksteijn Motorsport na Le Mans Series. Em 2008, foi campeão na categoria LMP2.

Website: http://www.verstappen.nl/